E se Bohemian Rhapsody se tornasse um curta

Isso é a vida real?  Isso é só fantasia?
Pego num desmoronamento
Sem escapatória da realidade

Abra seus olhos
Olhe para os céus e veja
Eu sou só um pobre garoto
Eu não preciso de compaixão
Porque eu fácil venho, fácil vou
E possuo altos e baixos
Não importa pra onde o vento sopre
Nada realmente importa para mim, para mim

“Bohemian Rhapsody” é um dos grandes clássicos da história da música. A canção composta em 1975 por Freddie Mercury (Queen), e faz parte do álbum A Night at the Opera. A música não possui refrão, e consiste de três partes principais: um segmento de balada que acaba com um solo de guitarra, uma passagem operística e uma seção de hard rock. Nela, Freddie Mercury, Roger Taylor e Brian May cantam respectivamente nas tessituras média, aguda e grave.

O hino do Queen foi usado no cinema inúmeras vezes para fornecer impacto às histórias, mas apesar de sua popularidade, ninguém sabe ao certo o que Freddie Mercury quis dizer com ela.

A canção foi considerada inovadora na época e continua a ser referenciada na cultura pop, pois sugere um assassinato capaz de ser a base para um roteiro completo sobre um crime.

E assim, tomando a liberdade de interpretar a canção literalmente, a tripulação do canal Corridor reinventou a música como um filme de ação estrelado por “menino pobre” e sua “mamá”.

Assista o drama se desenrolar por trás da canção no vídeo:

E a canção original abaixo:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s